SEJAM
BEM-VINDOS


23 de mar de 2010

Você está preparado??



Você está preparado?? O Filho do Homem pode voltar hoje!!

O início da pregação do Evangelho traz esta palavra: “Convertei-vos e credes no Evangelho” . João Batista pregava a conversão. Quando, cheios do Espírito Santo, os apóstolos partiram para pregar a Palavra, insistiram nesse aspecto:

“Convertei-vos: receba cada um de vós o batismo no nome de Jesus Cristo para o perdão dos pecados...” (At 2,38).

Também para você, esta palavra é atual e verdadeira. Também para você, cristão, também para você batizado, o Senhor diz: “Convertei-vos e credes no Evangelho”. .

Muitas vezes não assumimos a Boa Nova, a vida nova, a mentalidade nova, a nova maneira de viver que Jesus traz. E ae invés disso, buscamos mil desculpas para dizer que é muito difícil de viver o que o Evangelho diz. Acabamos achando que é somente para aqueles que foram especialmente escolhidos... não para mim, apenas um homem comum.

Não é verdade. É claro que é preciso luta, esforço. É claro que é preciso, principalmente, do Espírito Santo. É preciso estar cheio do Espírito Santo para viver o Evangelho. Mas é possível vivê-lo.

O Senhor quer mudá-lo e transformá-lo. Mas tudo começa da constatação de que todos somos pecadores. Não apenas teoricamente pecadores. Não. Somos realmente pecadores.

Por isso, o Senhor quer mudar o seu coração. Ele é fiel, poderoso e bom para transformá-lo. Se você se colocar nas mãos do Senhor, Ele o transformará.

22 de mar de 2010

Reflita sobre a letra dessa música



Assista este video e reflita sobre a mensagem que a letra dessa música traz!!
Abaixo está a letra!!

Vivo estou
Pois um dia ele morreu por mim
Livre estou pois um dia condenado foi
Ele mesmo se entregou decidiu morrer
Foi por mim
Toda iniqüidade ele levou
Minha dívida pagou, me amou, redenção

Tudo foi por mim
Derramou seu sangue
Não está ali, ele ressuscitou
Sangue carmesim derramou, sua vida em mim
Ninguém teve amor assim

Vivo estou pois um dia ele morreu por mim
Livre estou pois um dia condenado foi
Ele mesmo se entregou decidiu morrer foi por mim
Toda iniqüidade ele levou,minha divida pagou me amou redenção

Tudo foi por mim derramou seu sangue,
Não esta ali ele ressuscitou
Sangue carmesim derramou sua vida em mim
Ninguém teve amor assim...

Ele vive (6x)
Foi ao inferno
Ele vive (3x)

Análise médica sobre a Crucificação

Olá pessoal! Estamos chegando na época da Páscoa, a Crucificação de Jesus!
Este texto abaixo foi escrito por um médico francês, Dr. Barbet.

Reflita sobre este preço que foi pago, por mim... por você... por todos aqueles que são pecadores.

Deus abençoe a sua leitura!

Sou um cirurgião, e dou aulas há algum tempo. Por treze anos vivi em companhia de cadáveres e durante a minha carreira estudei anatomia a fundo. Posso portanto escrever sem presunção a respeito de morte como aquela, a morte de Jesus.

"Jesus entrou em agonia no Getsemani e seu suor tornou-se como gotas de sangue a escorrer pela terra". O único evangelista que relata o fato é um médico, Lucas. E o faz com a precisão de um clínico. O suar sangue, ou "hematidrose", é um fenômeno raríssimo. É produzido em condições excepcionais: para provocá-lo é necessário uma fraqueza física, acompanhada de um abatimento moral violento causado por uma profunda emoção, por um grande medo. Tal tensão extrema produz o rompimento das finíssimas veias capilares que estão sob as glândulas sudoríparas, o sangue se mistura ao suor e se concentra sobre a pele, e então escorre por todo o corpo até a terra.
Conhecemos a farsa do processo preparado pelo Sinédrio hebraico, o envio de Jesus a Pilatos e o desempate entre o procurador romano e Herodes. Pilatos cede, e então ordena a flagelação de Jesus. Os soldados despojam Jesus e o prendem pelo pulso a uma coluna do pátio. A flagelação se efetua com tiras de couro múltiplas sobre as quais são fixadas bolinhas de chumbo e de pequenos ossos. Os carrascos devem ter sido dois, um de cada lado, e de diferentes estaturas. Golpeiam com chibatadas a pele, já alterada por milhões de microscópicas hemorragias do suor de sangue.
A cada golpe Jesus reage tem um sobressalto de dor. A pele se dilacera e se rompe; o sangue espirra. A cada golpe Jesus reage em um sobressalto de dor. As forças se esvaem; um suor frio lhe impregna a fronte, a cabeça gira em uma vertigem de náusea, calafrios lhe correm ao longo das costas. Se não estivesse preso no alto pelos pulsos, cairia em uma poça de sangue.

Depois vem o escárnio da coroação. Com longos espinhos, mais duros que os de acácia, os algozes entrelaçam uma espécie de capacete e o aplicam sobre a cabeça. Os espinhos penetram no couro cabeludo fazendo-o sangrar (os cirurgiões sabem o quanto sangra o couro cabeludo). Pilatos, depois de ter mostrado aquele homem dilacerado à multidão feroz, o entrega para ser crucificado. Colocam sobre os ombros de Jesus o grande braço horizontal da cruz; pesa uns 50 quilos. Jesus caminha com os pés descalços pelas ruas de terreno irregular, cheias de pedregulhos. Os soldados o puxam com as cordas. O percurso, é de cerca de 600 metros. Jesus, fatigado, arrasta um pé após o outro, freqüentemente cai sobre os joelhos. E os ombros de Jesus estão cobertos de chagas. Quando ele cai por terra, a viga lhe escapa, escorrega, e lhe esfola o dorso.

Sobre o Calvário tem início a crucificação. Os carrascos despojam o condenado, mas a sua túnica está colada nas chagas e tirá-la produz dor atroz. Quem já tirou uma atadura de gaze de uma grande ferida percebe do que se trata.
O fio de tecido adere adere à carne viva: ao arrancarem a túnica, se laceram as terminações nervosas postas em descoberto pelas chagas.
Os carrascos dão um puxão violento. Há um risco de toda aquela dor provocar uma síncope, mas ainda não é o fim. O sangue começa a escorrer.
Jesus é deitado de costas, as suas chagas se incrustam de pedras e pedregulhos. Depositam-no sobre o braço horizontal da cruz. Os algozes tomam as medidas. Com uma broca, é feito um furo na madeira para facilitar a penetração dos pregos.
Os carrascos pegam um longo prego pontudo e quadrado, apoiam-no sobre o pulso de Jesus, com um golpe certeiro de martelo o plantam e o rebatem sobre a madeira. Jesus deve ter contraído o rosto assustadoramente. O nervo mediano foi lesado.
È impossível imaginar aquilo que Jesus deve ter provado; uma dor lancinante, agudíssima, que se difundiu pelos dedos, e espalhou-se pelos ombros, atingindo o cérebro. A dor mais insuportável que um homem pode provar, ou seja, aquela produzida pela lesão dos grandes troncos nervosos: provoca uma síncope e faz perder a consciência. Em Jesus não.
O nervo é destruído só em parte: a lesão do tronco nervoso permanece em contato com o prego: quando o corpo for suspenso na cruz, o nervo se esticará fortemente como uma corda de violino. A cada solavanco, a cada movimento, vibrará despertando dores dilacerantes. Um suplício que durará três horas.
O carrasco e seu ajudante empunham a extremidade da trava; elevam Jesus, colocando-o primeiro sentado e depois em pé; conseqüentemente fazendo-o tombar para trás, o encostam na estaca vertical. Depois rapidamente encaixam o braço horizontal da cruz sobre a estaca vertical. Os ombros da vítima esfregam dolorosamente sobre a madeira áspera.

As pontas cortantes da grande coroa de espinhos penetram o crânio. A cabeça de Jesus inclina-se para a frente, uma vez que o diâmetro da coroa o impede de apoiar-se na madeira. Cada vez que o mártir levanta a cabeça, recomeçam pontadas agudas de dor.
Pregam-lhe os pés. Ao meio-dia Jesus tem sede. Não bebe desde a tarde anterior. Seu corpo é uma máscara de sangue. A boca está semi-aberta e o lábio inferior começa a pender. A garganta, seca, lhe queima, mas ele não pode engolir. Tem sede.
Tudo aquilo é uma tortura atroz. Um soldado lhe estende sobre a ponta de uma vara, uma esponja embebida em bebida ácida, em uso entre os militares. Ele não bebe. Um estranho fenômeno se produz no corpo de Jesus. Os músculos dos braços se enrijecem em uma contração que vai se acentuando: os deltóides, os bíceps esticados e levantados, os dedos, se curvam. É como acontece a alguém ferido de tétano. A isto que os médicos chamam tetania, quando os sintomas se generalizam: os músculos do abdomen se enrijecem em ondas imóveis, em seguida aqueles entre as costelas, os do pescoço, e os respiratórios.
A respiração se faz, pouco a pouco mais curta. O ar entra com um sibilo, mas não consegue mais sair. Jesus respira com o ápice dos pulmões. Tem sede de ar: como um asmático em plena crise, seu rosto pálido pouco a pouco se torna vermelho, depois se transforma num violeta purpúreo e enfim em cianítico. Jesus é envolvido pela asfixia. Os pulmões cheios de ar não podem mais esvaziar-se.
A fronte está impregnada de suor, os olhos saem fora de órbita. Mas o que acontece? Lentamente com um esforço sobre-humano, Jesus toma um ponto de apoio sobre o prego dos pés. Esforça-se a pequenos golpes, se eleva aliviando a tração dos braços. Os músculos do tórax se distendem. A respiração torna-se mais ampla e profunda, os pulmões se esvaziam e o rosto recupera a palidez inicial. Por que este esforço? Porque Jesus quer falar:
"Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem".
Logo em seguida o corpo começa a afrouxar-se de novo, e a asfixia recomeça.
Foram transmitidas sete frases pronunciadas por ele na cruz: cada vez que quer falar, deverá elevar-se tendo como apoio o prego dos pés. Inimaginável! Atraídas pelo sangue que ainda escorre e pelo coagulado, enxames de moscas zunem ao redor do seu corpo, mas ele não pode enxotá-las.
Pouco depois o céu escurece, o sol se esconde: de repente a temperatura diminui. Logo serão três da tarde, depois de uma tortura que dura três horas.
Todas as suas dores, a sede, as cãibras, a asfixia, o latejar dos nervos medianos, lhe arrancam um lamento:
"Meu Deus, meu Deus, porque me abandonastes?"
Jesus grita: "Tudo está consumado!"
Em seguida num grande brado diz: "Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito." E morre... Em meu lugar e no seu!

Notícias do Mundo Cristão

Escavações em Israel descobrem antiga rua utilizada por peregrinos Cristãos em Jerusalem. 11 fevereiro 2010

Uma rua de 1.500 anos, utilizada por peregrinos cristãos, foi descoberta na cidade velha de Jerusalém. Um pequeno vão da rua, que aparece em um mapa em mosaico da Terra Santa da época bizantina, foi descoberto em escavações próximo à porta de Jafa.

“Depois de tirar uma série de camadas arqueológicas a uma profundidade de 4,5 metros abaixo do nível da rua atual, descobrimos pedras utilizadas para pavimentar a rua”, explicou o diretor da escavação, Ofer Sion. A rua descoberta figura no mapa de Madaba, um mosaico que se encontra no interior da igreja bizantina de São Jorge, na pequena localidade de Madaba. O mapa da cidade é o mais antigo da Terra Santa, explicou Ofer Sion. As escavações, que devem durar mais algumas semanas, encontraram ainda os vestígios de um edifício construído posteriormente, vasilhas, moedas e peças de bronze.




Prego utilizado na crucificação de Jesus pode ter sido encontrado. 4 março 2010

Um prego de cerca de 10 centímetros utilizado em crucificações no tempo de Cristo foi encontrado por arqueólogos em um forte na pequena ilha de Pontinha, no arquipélago português da Madeira.
Segundo informações do jornal britânico The Daily Mirror o objeto estava dentro de uma caixa adornada justamente em uma região que, segundo historiadores, foi reduto de cavaleiros da Ordem dos Templários, que ocuparam Jerusalém durante as Cruzadas.
O tema é tratado no livro O Código da Vinci, de Dawn Brown, que mistura fatos e ficção. O romance retrata os Templários como uma sociedade secreta. Eles teriam conquistado a Terra Santa milhares de anos depois de Cristo como guardiões do Santo Graal, da cruz e de outras relíquias.
Além da caixa com o prego, os arqueólogos encontraram três esqueletos e três espadas, incluindo uma com a cruz da ordem religiosa cravada na lâmina.
“O prego parece ter sido cuidado por muitas pessoas durante um longo período de tempo”, explica o arqueólogo Bryn Walters, segundo o Mirror, ao considerar o ótimo estado de conservação do objeto.
Para Christopher Macklin, representante dos Cavaleiros Templários da Britânia, o objeto pode estar diretamente ligado à Cristo. A boa conservação do prego “indica que este era um objeto de grande interesse para muitas pessoas”. De acordo com o jornal, Macklin esclarece que os primeiros cavaleiros da Ordem Templária acreditavam que este prego é um artefato verdadeiro da crucificação de Cristo.

18 de mar de 2010

Curiosidades sobre a Palavra de Deus!!

Confira abaixo na lista...


*No ano de 1250 o cardeal Caro dividiu a Bíblia em capítulos, que foram divididos em versículos no ano de 1550, por Robert Stevens.
*A Bíblia inteira foi escrita num período que abrange mais de 1600 anos.
*É uma obra de cerca de 40 autores, das mais variadas profissões: de humildes agricultores, pescadores até renomados reis.
*O Antigo Testamento foi escrito em hebraico, com exceção de algumas passagens em Esdras, Jeremias e Daniel que foram escritas em aramaico.
*O Novo Testamento foi escrito em grego.
*O Codex Vaticanus é provavelmente o mais antigo exemplar da Bíblia em forma completa.
*A primeira tradução completa da Bíblia para o inglês foi feita por Wycliffe, em 1380.
*Martinho Lutero foi o primeiro tradutor da Bíblia para a língua do povo alemão.
*Na biblioteca da Universidade de Gottingen, Alemanha, existe uma Bíblia que foi escrita em 470 folhas de palmeira.
*O Livro mais antigo da Bíblia não é o Gênesis, mas Jô. Acredita-se que foi escrito por Moisés, quando esteve no deserto.
*O primeiro Salmo encontra-se em II Samuel 1:19-27, uma elegia de Davi em memória de Saul e seu filho Jônatas.
*A Bíblia contém 1189 capítulos e 31102 versículos.
*Ester 8:9 é o maior versículo da Bíblia.
*No livro de Ester e no livro de Cantares não se encontra a palavra Deus.
*O Antigo Testamento termina com uma maldição, e o Novo Testamento termina com uma benção.
*O último livro da Bíblia a ser escrito foi III São João.
*Há 3573 promessas na Bíblia.
*O livro de Isaías assemelha-se a uma pequena Bíblia: contém 66 capítulos; os primeiros 39 falam da história passada, e os 27 restantes apresentam promessas do futuro.
*Dos quatro evangelistas só dois andaram com Jesus; Marcos e Lucas não foram seus discípulos.
*Todos os versos do Salmo 136 terminam com o mesmo estribilho: “Porque a Sua misericórdia dura para sempre.”
*O profeta que veio depois de Malaquias foi João Batista.
*Judas foi o único dos doze apóstolos que não era Galileu.
*João era o discípulo mais jovem dos doze.
*Os versículos 8, 15, 21 e 31 do Salmo 107 são iguais.
*Matusalém, o homem mais velho da Bíblia, morreu antes de seu pai, Enoque, que ascendeu ao Céu.
*Ló era o pai de Moabe e Bem-ami, e também o avô dos dois porque “as duas filhas de Ló conceberam do próprio pai”. (Gen. 19:36-38)
*42 mil pessoas perderam a sua vida por não saberem pronunciar a palavra Shiboleth. (Juízes 12:5, 6)
*Adão não teve sogra.
*A única idade de mulher que se menciona na Bíblia é a de Sara (Gên. 23:1)
*A primeira cirurgia foi realizada por Deus, quando tirou uma costela de Adão. (Gên. 2:21,22)
*Além de Jesus, Elias e Moisés foram os únicos homens que jejuaram 40 dias e 40 noites. (I Reis 19:8 e Deut. 9:9)
*A arca de Noé tinha três andares. (Gên. 6:16)
*O Salmo 119 é o mais longo da Bíblia, é um acróstico. Os 176 versículos acham-se divididos em 22 seções de oito versos cada uma, correspondendo a cada uma das letras do alfabeto hebraico.
*Em Gate houve um homem de grande estatura, que tinha 6 dedos em cada mão e em cada pé. (II Samuel 21:20)
*Elias teve o privilégio de comer uma refeição preparada por um anjo.
*Um dos números que mais aparece na Bíblia é o 7. Entre os Hebreus este número era considerado sagrado e símbolo da perfeição.
*Noé tinha 600 anos quando terminou a arca.
*O sábio Salomão deixou mais de três mil provérbios.
*A operação matemática mais rendosa foi efetuada por Jesus quando multiplicou 5 pães e 2 peixes para alimentar a mais de cinco mil pessoas e ainda sobraram 12 cestos cheios.
*Talento era uma moeda grega que valia o equivalente a uns mil e quinhentos dólares.
*Judas vendeu a Jesus por 30 moedas de prata, equivalentes a uns 20 dólares.
*Calcula-se que o presente que Naamã ofereceu a Eliseu, do qual Geazi finalmente se apropriou, equivalia a uns 48.000 dólares.
*Tiago, filho de Zebedeu, foi o primeiro dos apóstolos a morrer por sua fé. Foi decapitado a espada por ordem do rei Herodes Agripa I, por volta do ano 44 de nossa era.
*Paulo, o grande apóstolo dos gentios, foi decapitado em Roma por ordem do tirano Nero.
*Em I Samuel 17:18, o queijo é mencionado pela primeira vez na Bíblia.
*Em juízes 14:18 encontramos um dos exemplos mais antigos de enigma.
*Dois reis dos Amorreus foram postos em fuga por vespões.
*A última cidade mencionada na Bíblia é a cidade santa. (Apoc. 22:19)
*Salmo 117 é o capítulo mais curto da Bíblia
*Salmo 118 é o capítulo que está no centro da Bíblia. Há 594 capítulos antes e depois do Salmo 118
*O Versículo que se encontra no centro da Bíblia está em Salmo 118:8

Notícias do Mundo Cristão


Vice-presidente do Brasil conta seu milagre no Congresso Empresarial da Igreja Universal do Reino de Deus

O presidente em exercício, José Alencar, afirmou na noite de segunda-feira que a redução de seus tumores é milagrosa. “Estão definhando, desaparecendo e isso é um fato”, afirmou ele, durante um evento da comunidade evangélica em Belo Horizonte.
Alencar foi um dos palestrantes no 10º Congresso Empresarial da Igreja Universal do Reino de Deus. Ao público, formado por fiéis da Igreja Universal e políticos ligados ao movimento evangélico, o vice-presidente contou sua trajetória como empresário, desde o momento em que deixou a casa dos pais, aos 14 anos.
Ele falou também da sua luta contra o câncer, que começou em 1997 e já o fez passar por 15 cirurgias. “Graças a Deus, agora na quarta-feira da semana passada, fizemos os exames. Olha, é um sucesso absoluto, é um verdadeiro milagre”, disse.
Alencar afirmou que, momentos antes de chegar ao evento, recebeu um telefonema do presidente Lula, que está no Oriente Médio, para lhe dar os parabéns pelo resultado dos exames de saúde.
“Eu, às vezes, fico preocupado, até. Será que eu mereço esse milagre, será que eu mereço isso? Eu terei feito alguma coisa para merecer isso? Eu me pergunto”, afirmou.
Igreja faz ordenação de lésbica‏ - Eva Brunne, recebe o comando da diocese de Estocolmo do arcebispo da Suécia, Anders Wejryd

ESTOCOLMO: A Igreja Luterana Sueca, informa ter ordenado seu primeiro bispo abertamente gay (bispa lésbica), apenas duas semanas depois de ter dado a seu clero o direito de formar casais homossexuais. E com isso, Eva Brunne, foi ordenada episcopisa da diocese de Estocolmo, em cerimônia realizada.
Eva Brunne, vive em “parceria registrada” com outra mulher. A “parceria” é um tipo de união civil entre lésbicas e gays suecos, usada antes da legalização do casamento homossexual, o que ocorreu neste ano. O casal tem um filho. “É muito positivo que nossa Igreja dê o exemplo aqui e me escolha para o episcopado com base em minhas qualificações, quando se sabe que pode haver resistência em alguns setores”, disse Eva, em entrevista.
A porta-voz da episcopisa, Annika Sjoqvist Platzer, disse desconhecer, se outras lésbicas assumidas, já haviam atingido o episcopado em igrejas de outros países. No entanto, a Igreja Unida de Cristo, uma denominação baseada nos Estados Unidos, tem diversos gays e lésbicas no posto de “ministro da conferência”, uma designação semelhante à de bispo, disse o porta-voz J. Bennett Guess.
Eva Brunne, que foi eleita episcopisa de Estocolmo em maio/2009, mas só recebeu a ordenação oficial agora, onde disse não ter encontrado muita resistência dentro da Igreja por conta de sua orientação sexual.
A Igreja Sueca se tornou mais aberta para as minorias sexuais em anos recentes, embora alguns sacerdotes ainda apresentem resistência. O ex-arcebispo Gunnar Weman, protestou contra a ordenação, dizendo que ela é “incompatível com a sagrada escritura da Igreja”. A Igreja da Suécia tem cerca de 7 milhões de membros, mas poucos assistem aos cultos, em um país amplamente secularizado.

Aumenta o número de católicos na América do Norte - 18/03/2010
O número de fiéis da Igreja Católica no Canadá e nos Estados Unidos registrou no ano de 2009 um pequeno aumento, confirmando-se como a maior Igreja dos Estados Unidos, enquanto perderam terreno algumas Igrejas Protestantes tradicionais, como a Convenção Batista do Sul.Esses são alguns dos dados que emergem do novo “Anuário das Igrejas Americanas e Canadenses”, publicado pelo Conselho Nacional de Igrejas. O Anuário – refere a agência CNS – publica todos os anos os dados recolhidos por diversos organismos das Igrejas cristãs na América do Norte, dando uma idéia da evolução das tendências religiosas da sociedade norte-americana. Os dados referentes à Igreja Católica, que nos Estados Unidos conta hoje quase 68 milhões de fiéis, registram, após uma pequena diminuição do ano precedente, um aumento de 1,49%.Cresceu também a Igreja de Jesus Cristo dos Santos do Último Dia, mais conhecida como Mórmons (1,71%) e as chamadas Assembléias de Deus (1,27%). Em 2009, a Convenção dos Batistas do Sul, que com os seus 16 milhões de fiéis continua sendo a segunda maior confissão religiosa dos Estados Unidos, ao invés registrou, pelo segundo ano consecutivo, uma perda de fiéis. Análoga diminuição verificou-se em outras Igrejas protestantes tradicionais. Segundo a diretora do Anuário, a Pastora presbiteriana Eileen Lindner, os dados devem ser, todavia, interpretados com cautela e não como sintoma de um geral distanciamento da religião por parte da sociedade norte-americana, que – sublinha – não sofreu o mesmo processo de secularização vivido nestes últimos 25 anos no Velho Continente.A edição 2010 do Anuário traz ainda um interessante capítulo dedicado à Igreja da imigração, do qual emerge o papel crescente dos imigrados nas Igrejas norte-americanas. Um papel – sublinha a Pastora Lindner - que no futuro poderia incidir sobre o “peso” da religião no debate público ao redor de questões como o aborto e as políticas de imigração.


Líder muçulmano convoca "guerra santa" contra cristãos 18/03/2010

As forças de segurança egípcias prenderam 13 cristãos coptas (Igreja cristã que não está em comunhão com a Igreja Ortodoxa nem com a Igreja Católica) – incluindo quatro menores de idade, que foram logo liberados – vítimas do ataque de 12 de março. Eles estão sendo acusados de realizar reuniões religiosas ilegais, danificar propriedades públicas, incêndio e assaltos. Cerca de 12 muçulmanos, de um total de 2.000 criminosos, foram presos pelo ataque contra 400 coptas em Mersa Matrouth, no noroeste do Egito. A violência foi iniciada por extremistas, incitados pelo Imam local, Mohamad Khamis Khamis, durante as orações de sexta-feira. Dos microfones da mesquita em Al-Ansar, os líder muçulmano convocou os fieis para uma “guerra santa” contra o templo cristão, ordenando que ele fosse destruído, e pedindo que os cristãos fossem expulsos.A multidão foi encurralada dentro da igreja, e os muçulmanos invadiram as casas cristãs antes de incendiá-las. A invasão deixou 23 cristãos feridos, sendo que dois deles foram levados para o hospital Victoria, Alexandria, em estado grave. Fontes relataram a destruição completa de 18 casas, quatro lojas e 18 carros. “Essas pessoas estão arruinadas”.O ataque aos cristãos coptas durou mais de 14 horas. A intervenção tardia das forças de segurança impediu uma chacina. A polícia retirou os fieis de dentro da igreja, no subúrbio de Rifiyah, para suas casas, que agora estão sendo patrulhadas para impedir outros ataques.

Os propósitos de Deus no sofrimento do homem

Eclesiastes 3.1
A Bíblia afirma que (...) há tempo para todo o propósito debaixo do céu (Ec 3.1). Não há acasos; Deus tem um propósito para cada acontecimento. Sendo assim, nós não podemos imaginar que Deus não tem propósitos para o sofrimento. Nem mesmo o sofrimento humano acontece por acaso.

1 – PROPÓSITOS DO SOFRIMENTO ENTRE OS ÍMPIOS
Manifestar o caráter santo de Deus - Salmo 107.17 – Esse texto afirma que os ímpios serão afligidos por causa dos seus pecados. As dores e as angústias sobrevêm aos incrédulos como conseqüência das suas transgressões. Há pessoas que vivem com o coração longe de Deus, se afundam nas suas iniqüidades e que, quando sofrem, perguntam-se: “Por que eu tenho sofrido tanto?” Deus, por causa de Sua própria santidade, além de abominar o pecado não pode ficar impassível diante de práticas pecaminosas. Assim, Ele age permitindo o sofrimento àqueles que vivem na prática do pecado.
Promover a prática da justiça - Is 26.9 – O sofrimento que Deus permite aos ímpios tem por objetivo levá-los a aprender a viver uma vida reta. Uma das maneiras de se levar uma pessoa ímpia a viver uma vida correta é aplicando-lhe uma penalidade. A manifestação da justiça de Deus tem um efeito saudável dentro da sociedade, pois as pessoas começam a andar em retidão pelo medo da “punição”.
2 – PROPÓSITOS DO SOFRIMENTO ENTRE OS CRISTÃOS
Levar o crente de volta ao caminho correto - Pv 3.11-12 – A dor é o “megafone” que Deus usa para fazer o “surdo” ouvir o que Ele tem a dizer. Quando estamos enfrentando dores e sofrimentos, devemos pedir a Deus para nos mostrar o caminho correto a seguir, para ajudar-nos em nossa conduta, fazendo-nos voltar para o caminho da retidão. Além do mais, é necessário compreender que esse tipo de ação permissiva de Deus (dor e sofrimento) não é sinal de que Ele nos abandonou. Pelo contrário, é sinal de que Ele nos ama, desejando nos levar a andar no melhor caminho: o caminho da vida.
Desenvolver uma capacidade de compaixão pelos outros - II Co 1.4-5 – Esse texto nos ensina algumas verdades acerca do sofrimento: É Deus quem nos conforta no sofrimento – No mundo, nós, que somos cristãos, sempre vamos passar por tribulações (Jo 16.33). Todavia, com Deus esse estado de miséria é aliviado. Por essa razão, no verso 3 Deus é chamado de “o Pai das misericórdias e Deus de toda consolação”. Deus está sempre disposto e é totalmente poderoso para nos consolar e nos confortar em nossos momentos de angústia e dor. É Deus que nos capacita para confortar no sofrimento de outros – O sofrimento é uma excelente escola, onde aprendemos a consolar e confortar as pessoas da mesma maneira como Deus o faz. Nós, seres humanos, somos diferentes de Deus: Enquanto Ele conhece todas as coisas sem nunca as ter experimentado, nós só conseguimos aprender a fazer algo através da experiência. Nunca aprenderemos a confortar pessoas a menos que passemos pelo sofrimento e recebamos o conforto divino. Se o próprio Jesus teve de aprender a obedecer pelas coisas que sofreu, tendo de experimentar o sofrimento e a tentação para poder socorrer os que são tentados (Hb 2.8), quanto mais nós temos de aprender na prática sobre a consolação divina para podermos consolar os que estão sofrendo.

Confirmar o valor da fé - 1 Pe 1.6-7 – O sofrimento é um meio que Deus usa para fazer o crente crescer na sua fé. Pedro diz que o sofrimento é comparado à ação do fogo. A ação do fogo é múltipla. Ele destrói, consome, aniquila; mas a Escritura cita o fogo aqui como um elemento purificador, um elemento que torna o objeto aprovado, aperfeiçoado, confirmado. O processo de confirmação de nossa vida em fé é comparado ao processo da depuração do ouro pelo fogo. Pedro diz que a confirmação da fé vem por uma gama de sofrimentos. O fogo é sinônimo de sofrimento causado pelas provações: passamos por ele e por meio dele somos confirmados em nossa fé. Os destinatários da carta de Pedro estavam sendo provados com aflições. Não haveriam de sofrer por muito tempo, mas estavam sofrendo para que o valor da sua fé fosse confirmado. O sofrimento tem várias manifestações: Deus permite várias formas para causar crescimento no meio do seu povo. Por essa razão, Pedro diz que os crentes seriam contristados (entristecidos) “por várias provações”. Esse teste de fé está longe de ser uma experiência agradável. Pedro diz que o sofrimento para a confirmação da fé vem quando necessário. Nem todos os cristãos que passaram pelo mundo experimentaram os sofrimentos dos quais Pedro falava. Por essa razão ele diz: “Nisso exultais, embora, no presente, por breve tempo, se necessário, sejais contristados por várias provações (...)”. A conclusão que se pode tirar dessa passagem é que nem todos sofrem, porque não é necessário que haja crescimento ou confirmação da fé somente por meio do sofrimento. O sofrimento não é algo inevitável ou necessário. Pedro diz que o sofrimento para a confirmação da fé não é longo. Mesmo que em certas ocasiões o sofrimento possa vir sobre os crentes, ele não permanece para sempre. Pedro diz que os crentes são contristados “por breve tempo”. O sofrimento é de duração limitada. Aliás, não podemos nos esquecer de que a duração curta da provação está em contraste com a alegria de que vamos desfrutar amanhã. Mesmo que o sofrimento dure a noite inteira, a alegria vem pela manhã.

Aperfeiçoar o caráter cristão - Rm 5.3-4 – Nesse texto, Paulo afirma que o sofrimento é um meio que Deus usa para aperfeiçoar o caráter dos cristãos. Mas, diferentemente da versão Revista e Atualizada da Sociedade Bíblica Brasileira, há outras versões da Bíblia que traduzem o texto de uma forma diferente. A palavra “tribulações” é traduzida como “sofrimentos”, “perseverança” é traduzida como “paciência” e “experiência” é traduzida como “caráter provado”. Assim: Paulo diz que os sofrimentos produzem perseverança. Na língua grega, a palavra “perseverança” pode também ser traduzida por paciência, persistência, constância. Essas são algumas características que se apresentam no homem maduro, que se mantêm leal à sua fé e aos seus propósitos mesmo quando está debaixo das maiores tribulações ou sofrimentos. Em geral, não crescemos quando estamos em plena calmaria de problemas. Em todos os ramos, o desenvolvimento aparece em hora de crise ou sofrimento. Paulo diz que a perseverança produz experiência. Essa é parte da reação em cadeia. Assim como os sofrimentos produzem a perseverança (ou paciência, ou constância, ou persistência), esta produz experiência. Na língua grega, a palavra “experiência” pode ser traduzida por “caráter provado”. A idéia é a de alguém que foi testado e saiu vitorioso no teste, tendo desenvolvido um caráter amadurecido pelos sofrimentos. Paulo diz que a experiência produz esperança. O sofrimento do cristão o conduz à perseverança, à firmeza, à constância e à paciência porque eles são conectados à esperança. Há alguma coisa no final que os faz levantar os olhos e crer na mudança dos acontecimentos. Para o cristão, o sofrimento é o ponto em que o poder da esperança fica cada vez mais claro, ligando o nosso presente ao futuro de vitória, porque para o cristão “os sofrimentos do tempo presente não são para comparar com a glória a vir ser revelada em nós” (Rm 8.18).

Conclusão - Quando você estiver sofrendo pelas mais variadas razões, lembre-se de que você não é um desafortunado, mas um amado de Deus. Os sofrimentos pelos quais você tem passado são maneiras belamente estranhas de Deus fazer bem à sua vida. Ele tem levado você de volta ao caminho dele, que é o caminho da vida, endireitando as suas veredas tortuosas. Se Deus não lhe houvesse mostrado o seu amor disciplinador, onde você estaria ainda? Ele tem ensinado você a ter compaixão dos outros que sofrem. Ele tem confirmado o valor da sua fé, por meios das tribulações pelas quais você passa. Ele tem aperfeiçoado o seu caráter

Tá afim de dar umas risadas???

Desaforo na madrugada
Altas horas da madrugada, o casal acorda ao som insistente da campainha da casa. O dono da casa se levanta e, pela janela, pergunta:
"- O que é que você quer?"
"- Olá, eu sei que é tarde... grita um homem - Mas preciso que alguém me empurre, e sua casa é a única nesta região. Você precisa me empurrar!"
Louco da vida, o recém-acordado replica:
"- Eu não te conheço, são 4 horas da manhã, e me pede para te ajudar? Ah! Vá te catar!"
E ele volta para a cama. Sua mulher, que também acordou, não gosta da atitude do marido:
"- Você exagerou. Você já ficou sem bateria antes, você bem que poderia ajudar esse cara.
"-Mas ele está bêbado..." desculpa-se o marido.
"- Mais um motivo para ajudá-lo..." insiste a mulher. "- Ele não vai conseguir sozinho. Você que sempre foi tão prestativo..."
Tomado por remorsos, o marido se veste e vai para a rua. Procura o bêbado dizendo:
"- Hei cara, vou lhe ajudar! Onde é que você está?"
E o bêbado faceiro que ele veio ajudar, grita:
"- Aqui, no balanço do jardim!!!"

Lógica feminina

Uma mulher estava passando de carro por uma rua e ao parar no sinal de trânsito foi abordada por uma moradora de rua, muito suja e de péssimas aparência, que pediu a ela dinheiro para comprar comida.
A mulher pegou a carteira da bolsa, tirou R$ 50 e perguntou:

"- Se eu te der este dinheiro, você não vai sair com tuas amigas e gastar tudo?"
"- Que é isso, dona, eu não tenho amigas. Moro na rua.

"- Você não vai sair aí pelas lojas gastando?''
"- Não, eu não entro em loja porque não deixam e gasto meu dinheiro só com comida.''
"- Você não vai usar para ir no Rayme Alcanty fazer cabelo e unhas?" (Olha o cascalho)
"- A senhora tá maluca? Faz uns vinte anos que não sei o que é salão."

"- Bom" - a mulher disse - "Eu não vou te dar o dinheiro. Entre aqui no carro que eu vou te levar para jantar comigo e meu marido esta noite."
A mendiga ficou pasma.
"- Mas teu marido não vai ficar furioso com você? Eu não tomo banho faz muito tempo, estou suja e fedorenta."
"- Não faz mal. Entre aí. Quero que ele veja como fica uma mulher quando ela para de sair com amigas, fazer compras e ir ao salão."


Coisa de Louco

Dois loucos tomavam sol na beira da piscina do manicômio até que um deles se jogou na aguá e afundou. Mais do que depressa o seu amigo, um alto heróico, pulou para salvá-lo. No dia seguinte, o diretor do manicômio foi falar com o louco salva-vidas:
"- Meu rapaz, eu tenho duas notícias para lhe dar! Uma boa e outra ruim. A boa é que você vai ter alta! Você salvou uma vida e então nós concluímos que você está curado!"
O louco deu um sorriso agradecido.
"- A notícia ruim é que o rapaz que você salvou ontem se enforcou!"
"- Não doutor, ele não se enforcou. . ."
"- Como não? Nós o encontramos enforcado com o seu próprio cinto, hoje de manhã!"
"- Ah, não! Mas foi eu que pendurei ele para secar!"

17 de mar de 2010



Engenheiro ambiental
Engenheiros ambientais são profissionais responsáveis por avaliar a dimensão das alterações benéficas ou prejudiciais ao meio ambiente causadas pelas atividades do homem. Adotam procedimentos capazes de minimizar os impactos indesejáveis em escala local, regional ou global. Participam de estudos que visam a fazer o levantamento das características do meio ambiente para analisar suas reações às possíveis mudanças. Preparam relatórios sobre os impactos de certas atividades sobre o meio e ainda propõem, implementam e acompanham medidas ou ações de preservação do meio ambiente nas áreas urbana e rural. Por meio de projetos que aliam desenvolvimento econômico e preservação da natureza, os engenheiros ambientais promovem a chamada sustentabilidade, ou seja, a manutenção dos recursos naturais, mas que permite o crescimento da economia.

Características necessárias para ser um ambientalista
O engenheiro ambiental precisa ter interesse em tudo que diga respeito ao meio ambiente. Deve gostar de atividades ao ar livre, ter atenção concentrada, espírito de observação, se manter atualizado e ser meticuloso. Deve ser agil, detalhista e capacidade de comunicação e de organização. Além disso, deve ter criatividade e facilidade para matemática.

Principais atividades de um ambientalista
Engenheiros ambientais exercem, basicamente, as seguintes funções:
avaliar a dimensão do impacto ambiental causado por obras de construção civil de todos os tipos e portes; verificar a adaptação da obra ao meio ambiente ao longo da construção; elaborar relatórios sobre esse impacto, levando em conta dados processados por sensoriamento remoto, levantamentos fotográficos aéreos, mapeamento e cartografia digital; realizar pesquisas em laboratório e medições em campo sobre poluição do solo, da água e do ar;
elaborar projetos de planejamento ambiental; tornar empresas compatíveis às normas nacionais e internacionais de padrão e qualidade industrial relativas ao meio ambiente. Planejar e viabilizar a recuperação de áreas degradadas; na indústria, indicar o destino final dos resíduos (sobras e despejos industriais); elaborar projetos de saneamento básico (esgoto).

Mercado de trabalho
As perspectivas de trabalho para os engenheiros ambientais são bastante promissoras. Nos próximos cinco anos deverão formar-se centenas de especialistas na área e a expectativa é de que esses profissionais sejam rapidamente absorvidos pelo mercado. A crescente conscientização da população em relação à necessidade de preservação do meio ambiente e a demanda internacional para que empresas se enquadrem às normas internacionais de qualidade abrirão muitas oportunidades para a categoria.


Biomedicina
Os biomédicos são profissionais que se dedicam à pesquisa biológica aplicada à prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças, conduzindo experiências acerca dos efeitos de medicamentos, hormônios, soros e outras substâncias em órgãos, tecidos e funções vitais do organismo humano. Suas invenções e descobertas aliam o rigor científico da pesquisa pura com as exigências práticas do tratamento médico de pacientes vítimas das mais diversas patologias. Esse profissional deve ter consciência no auxilio de diagnóstico com o objetivo da saúde do paciente.

Características necessárias para ser biomédico
É necessário ter memória apurada, capacidade de concentração, exatidão, meticulosidade, iniciativa e perseverança. Deve estar sempre atento à detalhes, capacidade de análise e concentração e observador. É interesante que tenha habilidade para trabalhar em equipe e interesse pelas ciências.

Principais atividades de um biomédico
As atividades dos biomédicos incluem: controlar o setor técnico de laboratórios de análises clínicas, fixando os procedimentos de exame a serem cumpridos, desde a coleta do material a ser analisado até a determinação do laudo final, passando pelos processos de estocagem e análise das amostras biológicas coletadas. Isolar e identificar vírus, bactérias e outros agentes patogênicos, determinando as condições que favorecem ou detêm o seu crescimento e reprodução no organismo
humano, propondo o controle médico adequado a cada caso. Pesquisar novos remédios e determinar os efeitos de medicamentos já existentes, comparando resultados das provas efetuadas em animais de laboratório com os resultados das experimentações clínicas, determinando a aplicação e dose adequadas desses medicamentos no tratamento de doenças.
utilizar instrumentos, equipamentos e materiais de pesquisa biomédica, como microscópios, computadores, refrigeradores, balanças de precisão, centrifugadoras, tubos de ensaio, pipetas, reagentes químicos e colônias de microorganismos. Promover o cumprimento das normas de segurança que regem as atividades em laboratórios, controlando inclusive a estocagem, manuseio e destinação final de materiais que apresentam risco de contaminação biológica.
operar equipamentos e sistemas médicos em diagnóstico por imagem - radiodiagnóstico - ou tratamento por radioterapia. Redigir artigos para revistas especializadas e projetos de pesquisa para as agências que financiam a atividade científica no país.
Algumas áreas de atuação para este profissional são:
Biotecnologia - Manipulação de substâncias, microorganismos, animais e plantas, visando à criação de produtos benéficos à saúde humana, como por exemplo, vacinas;
Ecologia - Estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente;
Genética - Investigação das leis de hereditariedade e estudo dos processos de intervenção nesta área através da Engenharia Genética;
Anatomia - Estudo da forma e da estrutura dos organismos vivos e de suas partes em separado;
Biofísica - Investigação dos processos fisiológicos dos seres vivos, aliando os conhecimentos da Física aos da Biologia;
Biologia Molecular - Estuda a estrutura a as funções dos organismos celulares; pesquisa sobre o papel das proteínas e dos genes no desenvolvimento do organismo;
Bioquímica - Estudo das substâncias e dos processos químicos nos organismos vivos;
Farmacologia - Pesquisa sobre os fatores físicos e químicos que afetam os animais e vegetais; desenvolve medicamentos e analisa os fatores químicos e físicos que afetam animais e vegetais. É uma atividade centrada principalmente em laboratórios, seja de institutos de pesquisa, seja da indústria farmacêutica;
Parasitologia - Estudos dos parasitas de animais e vegetais;
Patologia - Estudo das doenças, seus diagnósticos e tratamento em animais ou vegetais.
Psicobiologia - Estudo das drogas que atuam no sistema nervoso central, como por exemplo, psicotrópicos e antidepressivos.

Mercado de trabalho
O mercado de trabalho na área de biomedicina é amplo e muito promissor. A maioria dos recém-formados inicia a carreira no setor privado trabalhando em laboratórios particulares de análises clínicas.


Bombeiro
Profissionais das forças de segurança pública dos estados que, como soldados, cabos, sargentos ou oficiais, são responsáveis pelo combate a incêndios, pela preservação do patrimônio ameaçado de destruição, pelo resgate de vítimas - de incêndios, afogamentos, acidentes ou catástrofes - e pela conscientização da população sobre medidas de segurança contra incêndios, além de realizarem a perícia - investigações sobre a origem do fogo.

Características necessárias para ser um bombeiro
Desejo de servir a população e salvar vidas, excelente condicionamento físico e equilíbrio emocional para lidar com as situações mais adversas, são requisitos indispensáveis para quem pretende se tornar bombeiro. Deve ter autocontrole, boa disposição física, boa saúde, capacidade de cumprir ordens e determinações, capacidade de decisão, capacidade de pensar e agir sob pressão, dentre outros, deve ser coragem e ter habilidade para trabalhar em equipe.

Principais atividades de um bombeiro
Bombeiros podem exercer suas atividades em prédios, montanhas, rodovias, ferrovias e na água, salvando afogados ou recuperando corpos.
No exercício dessas atividades, cabe ao bombeiro: realizar serviços de prevenção e extinção de incêndios; realizar serviços de busca e salvamento; prestar primeiros socorros a acidentados em qualquer ambiente; realizar perícia de incêndio; prestar socorro no caso de inundações, desabamentos ou catástrofes, sempre que haja ameaça de destruição de patrimônio, vítima ou pessoa em iminente perigo de vida; fiscalizar o cumprimento da legislação referente à prevenção contra incêndios em prédios residenciais e estabelecimentos comerciais; desenvolver campanhas de educação da comunidade, com palestras em empresas e escolas, visando a despertar a consciência do cidadão para problemas relacionados à prevenção de incêndios; orientar a comunidade sobre o cuidado com piscinas, acidentes caseiros, fogos de artifício, balões, elevadores e até insetos e cobras; em caso de mobilização do Exército, cooperar no serviço de defesa civil.

Áreas de atuação e especialidades
Esta é uma profissão com uma área de atuação bastante restrita. Alguns bombeiros fazem trabalhos extras e trabalham com salva-vidas em estabelecimentos privados como clubes ou hotéis, ou então dando cursos básicos não profissionalizantes para amadores e realizando palestras.

Páscoa - Qual o verdadeiro significado?

Qual é a origem e significado da Páscoa? Como surgiu a idéia do coelho e ovos de chocolate? E por que na sexta-feira dizem que não se deve comer carne mas sim peixe?
A páscoa pode cair em qualquer domingo entre 22 de março e 25 de abril. Tem sido modernamente celebrada com ovos e coelhos de chocolate com muita alegria. O moderno ovo de páscoa apareceu por volta de 1828, quando a indústria de chocolate começou a desenvolver-se. Ovos gigantescos, super decorados, era a moda das décadas de 1920 e 1930. Porém, o maior ovo e o mais pesado que a história regista, ficou pronto no dia 9 de abril de 1992. É da Cidade de Vitória na Austrália. Tinha 7 metros e dez centímetros de altura e pesava 4 toneladas e 760 quilos.
Mas o que é que tem a ver ovos e coelhos com a morte e ressurreição de Cristo? A origem dos ovos e coelhos é antiga e cheia de lendas. Segundo alguns autores, os anglo-saxões teriam sido os primeiros a usar o coelho como símbolo da Páscoa. Outras fontes porém, o relacionam ao culto da fertilidade celebrado pelos babilônicos e depois transportado para o Egito. A partir do século VIII, foi introduzido nas festividades da páscoa um deus teuto-saxão, isto é, originário dos germanos e ingleses. Era um deus para representar a fertilidade e a luz. À figura do coelho juntou-se o ovo que é símbolo da própria vida. Embora aparentemente morto, o ovo contém uma vida que surge repentinamente; e este é o sentido para a Páscoa, após a morte, vem a ressurreição e a vida. A Igreja no século XVIII, adotou oficialmente o ovo como símbolo da ressurreição de Cristo. Assim foi santificado um uso originalmente pagão, e pilhas de ovos coloridos começaram a ser benzidos antes de sua distribuição aos fiéis.Em 1215 na Alsácia, França, surgiu a lenda de que um dos coelhinhos da floresta foi o animal escolhido para levar um ninho cheio de ovos ao principezinho que esta doente. E ainda hoje se tem o hábito de presentear os amigos com ovos, na Páscoa. Não mais ovos de galinha, mas de chocolate. A idéia principal ressurreição, renovação da vida foi perdida de vista, mas os chocolates não, ele continuam sendo supostamente trazidos por um coelhinho...O Peixe, foi símbolo adotado pelos primeiros cristãos. Em grego, a palavra peixe era um símbolo da confissão da fé, e significava: "Jesus Cristo, filho de Deus e Salvador." O costume de comer peixe na sexta-feira santa, está associado ao fato de Jesus ter repartido este alimento entre o povo faminto. Assim a tradição de não se comer carne com sangue derramado por Cristo em nosso favor.
Mas vejamos agora, qual é a verdadeira origem da Páscoa?
Não tem nada a ver com ovos nem coelhos. Sua origem remonta os tempos do Velho Testamento, por ocasião do êxodo do povo de Israel da terra do Egito. A Bíblia relata o acontecimento no capítulo 12 do livro do Êxodo. Faraó, o rei do Egito, não queria deixar o povo de Israel sair, então muitas pragas vieram sobre ele e seu povo. A décima praga porém, foi fatal : a matança dos primogênitos - o filho mais velho seria morto. Segundo as instruções Divinas, cada família hebréia, no dia 14 de Nisã, deveria sacrificar um cordeiro e espargir o seu sangue nos umbrais das portas de sua casa. Este era o sinal, para que o mensageiro de Deus, não atingisse esta casa com a décima praga. A carne do cordeiro, deveria ser comida juntamente com pão não fermentado e ervas amargas, preparando o povo para a saída do Egito. Segundo a narrativa Bíblica, à meia-noite todos os primogênitos egípcios, inclusive o primogênito do Faraó foram mortos. Então Faraó, permitiu que o povo de Israel fosse embora, com medo de que todos os egípcios fossem mortos.Em comemoração a este livramento extraordinário, cada família hebréia deveria observar anualmente a festa da Páscoa, palavra hebraica que significa "passagem" "passar por cima". Esta festa, deveria lembrar não só a libertação da escravidão egípcia, mas também a libertação da escravidão do pecado, pois o sangue do cordeiro, apontava para o sacrifício de Cristo, o Cordeiro que tira o pecado do mundo. A chamada páscoa cristã, foi estabelecida no Concílio de Nicéia, no ano de 325 de nossa era. Ao adotar a Páscoa como uma de suas festas, a Igreja Católica, inspirou-se primeiramente em motivos judaicos: a passagem pelo mar Vermelho, a viagem pelo deserto rumo a terra prometida, retirando a peregrinação ao Céu, o maná que exemplifica a Eucaristia, e muitos outros ritos, que aos poucos vão desaparecendo. A maior parte das igreja evangélicas porém, comemora a morte e a ressurreição de Cristo através da Cerimônia da Santa Ceia. Na antiga Páscoa judaica, as famílias removiam de suas casas, todo o fermento e todo o pecado, antes da festa dos pães asmos. Da mesma forma, devem os cristãos confessar os seus pecados e deles arrepender-se, tirando o orgulho, a vaidade, inveja, rivalidades, ressentimentos, com a cerimônia do lava-pés, assim como Jesus fez com os discípulos. Jesus instituiu uma cerimônia memorial, a ceia, em substituição à comemoração festiva da páscoa. I Coríntios 11:24 a 26 relata o seguinte:Jesus tomou o pão, "e tendo dado graças o partiu e disse: Isto é o meu corpo que á dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no Meu sangue, fazei isto todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do senhor, até que ele venha." Vários símbolos nesta ceia merecem nossa atenção. O ato de partir o pão, indicava os sofrimentos pelos quais Cristo havia de passar em nosso favor. Alguns pensam, que a expressão "isso é o meu corpo" signifique o pão e o vinho se transformassem realmente no corpo e no sangue de Cristo. Lembremo-nos portanto, que muitas vezes Cristo se referiu a si próprio dizendo "Eu Sou a porta" (João 10:7), "Eu sou o caminho" (João 14:6) e outros exemplos mais que a Bíblia apresenta. Isto esclarece, que o pão e o vinho não fermentado, são símbolos e representam o sacrifício de Cristo. Ao cristão participar da cerimônia da ceia, ele está proclamando ao mundo sua fé no sacrifício expiatório de Cristo e em sua segunda vinda. Jesus declarou: "Não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber convosco no reino de Meu Pai." (Mateus 26:29). Portanto, a cerimônia da Santa-Ceia, que Jesus instituiu, que veio a substituir a cerimônia da Páscoa, traz muitos significados:
1 - O Lava-Pés, significa a humilhação de Cristo. Mostra a necessidade de purificar a nossa vida. Não é a purificação dos pés, mas de todo o ser, todo o nosso coração. Reconciliação com deus, com o nosso próximo e conosco mesmo - união - não somos mais do que ninguém. O maior é aquele que serve.
2 - A Ceia significa a libertação do Pecado através do sacrifício de Cristo. Significa também estar em comunhão com ele. E sobretudo, é um antegozo dos salvos, pois Jesus disse: "Não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber convosco no reino do meu Pai." (Mateus 26:29).
Conclusão: Advertindo a cada cristão, que tome cuidado com os costumes pagãos que tentam sempre driblar os princípios bíblicos. Não é de hoje, que se nota como os princípios bíblicos são alterados por costumes e filosofias humanas. Adoração a ídolos, a mudança do sábado para o domingo, o coelho e o chocolate, são apenas alguns exemplos das astúcias do inimigo. A Bíblia, e a Bíblia somente, deve ser única regra de nossa fé, para nos orientar, esclarecer e mostrar qual o caminho certo que nos leva a Deus e que nos apresenta os fundamentos de nossa esperança maior que é viver com Cristo e os remidos, num novo céu e numa nova terra. Devemos tomar cuidado com as crendices, tradições, fábulas, e mudanças humanas disfarçadas. Minha sugestão é examinar com oração, cuidado e com tempo as Sagradas Escrituras, para saber o que hoje é crendice ou tradição, estando atento, para saber o que realmente deus espera de cada um de nós.Jesus foi claro "Fazei isto em memória de mim." Ele exemplificou tudo o que deve ser feito. E se queremos ser salvos, precisamos seguir o que Jesus ensina e não outras tradições ou ensinamentos. Mateus 15:9 adverte: "Em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens."

16 de mar de 2010

Deus criou todas as coisas

"Pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele." Colossenses 1:16

Que lista fenomenal! Céus e terra. Visível e invisível. Tronos, soberanias, poderes e autoridades. Nenhuma coisa, lugar, ou pessoa omitida. A escala das menores criaturas do planeta. Os pêlos escondidos do elefante. O furacão que destrói a costa, a chuva que nutre o deserto, o primeiro batimento cardíaco do bebê, a respiração final da pessoa idosa - tudo pode ser rastreado até a mão de Cristo, o primogênito da criação.
Primogênito no linguajar de Paulo não tem nada a ver com a ordem de nascimento. Primogênito refere-se a ordem de classificação. Como uma tradução afirma: "Ele o classifica mais elevado do que tudo o que foi feito" (v.15 NCV). Tudo? Encontre uma exceção. A sogra de Pedro tem uma febre: Jesus a cura. Um imposto deve ser pago; Jesus paga enviando uma primeira medalha e, depois, um peixe preso pela boca no anzol de um pescador.