SEJAM
BEM-VINDOS


10 de out de 2009

As tempestades da vida - Atos 2:39-41


Nenhuma das 276 pessoas no navio no qual Paulo viajava a Roma, podia controlar a grande tempestade que as afetou. Elas não podiamgritar às ondas e ordenar que elas se acalmassem.
Durante a sua vida, muitas pessoas passam pela experiência de viver sob circunstâncias que elas não controlam. As constantes tempestades da vida podem afetar todos nós. Chegam a qualquer hora, e não podemos controlá-las nem escapar delas.
Nessa luta pela vida, Paulo nos ensina algo importante: a presença de Deus não se afirma através da eliminação de todas as dificuldades na vida. Para nós, pode até ser difícil relacionar-nos com um Deus que, às vezes, interfere de modo visível na história com curas, maravilhas e milagres, e outras vezes não o faz. Mas a Bíblia nos diz que o Espírito é como o vento que “... sopra onde quer. Você o escuta, mas não pode dizer de onde vem nem para onde vai” (Jo 3:8).
O apóstolo Paulo passou por mais adversidades do que a maioria de nós. Sabemos que enquanto vivemos neste mundo vamos passar por sofrimentos. Até certo ponto, o sofrimento afeta todos nós e não podemos controlá-lo.
Por isso é tão importante que a nossa fé não esteja ligada somente à intervenção visível de Deus. Precisamos estar preparados também para andar por vales sombrios (Sl 23). Portanto, nós precisamos receber o poder do Espírito para confiar em Jesus, que prometeu: “... Nenhum fio de cabelo da cabeça de vocês se perderá. É perseverando que vocês obterão a vida” (Lc 21:18).

Nenhum comentário: